Categoria:

Jenny Han

Eu li: Agora e para sempre, Lara Jean

Arquivado em Livros, Resenhas
- julho 8, 2017

❥  Não deixe de ler os demais posts sobre a série Para todos os garotos que já amei clicando aqui.


Agora e para sempre, Lara Jean é, acima de tudo, um livro sobre despedidas e recomeços. Eu decidi realizar a leitura desse livro bem devagar, porque eu não aceitava que já era hora de me despedir dessa  história. Mas quando me dei conta, já tinha devorado o livro. E posso afirmar: A trilogia para todos os garotos que já amei vai além de uma simples história de amor adolescente.

Lara Jean está no terceiro ano do ensino médio e seu relacionamento com Peter cresce e amadurece a cada dia. Mas infelizmente o futuro é incerto e eles precisam aprender a lidar com as surpresas da vida, planos para a faculdade, dramas familiares e muitos sonhos (que podem se tornar pesadelos). Mas nós sabemos que crescer não é fácil, mas também sabemos – depois de tantas aventuras ao lado de Lara Jean – que a nossa protagonista é uma pessoa muito forte, determinada e que faz o impossível para agradar as pessoas ao seu redor.

Além do foco no relacionamento de Lara Jean e Peter, na leitura desse livro também é possível identificar de forma mais explicita o amadurecimento das irmãs Song, o envolvimento entre elas, a cumplicidade e o companheirismo. Esse foi um ponto que me emocionou bastante: a união entre elas. Kitty continuou sendo a minha queridinha, e é incrível ver como essa menina amadureceu tanto nos três livros. Em alguns momentos parecia que ela era a irmã mais velha, e meu Deus, deveriam investir em um livro sobre o futuro dessa menina. O pai das meninas continua sendo um superpai (apesar de eu não concordar com algumas atitudes dele) e a presença da sra. Rothschild só me fez gostar ainda mais dele.

Eu gostei muito desse livro. Arrisco dizer que foi o meu favorito de toda a trilogia. A maneira como tudo foi acontecendo, os altos e baixos e as diversas formas de amor (entre a família, amigos e também entre Lara Jean e Peter) foram pontos que se destacaram ao longo da obra. Eu me emocionei muito, principalmente no que diz respeito ao pai de Peter. Me faltam palavras para descrever o meu sentimento em relação a toda essa história. Só digo uma coisa: essa trilogia me marcou e entrou para a lista das minhas queridinhas.

“Ele fala com toda a certeza que só um garoto adolescente pode ter, e eu nunca o amei mais do que neste momento.”

Os livros da Jenny Han sempre me transportam para histórias maravilhosas e despertam em mim sentimentos incríveis. E é claro que em Agora e para sempre, Lara Jean isso não foi diferente. A autora encerrou a trilogia de forma extraordinária, me transportou para o Ensino Médio, me fez reviver tantos sentimentos, e também reforçou a mensagem de que tudo nessa vida acontece por algum propósito.

A Editoria Intrínseca enviou, junto com o livro, uma caixinha muito fofa e também um pequeno livro com as receitas executadas pela Lara Jean ao longo da trilogia. Estou doida para colocar a mão na massa e fazer uns quitutes.

Através desse post me despeço dessa trilogia, mas deixo a promessa de que em breve irei realizar a releitura dessas obras.


  • Editora: Editora Intrínseca
  • ISBN: 9788551001981
  • Autor(es): Jenny Han
  • Páginas: 304 páginas
  • Ano: 2017
  • Adicione no Skoob
  • Amazon*

SELO_BLOGSPARCEIROS_2016

[Resenha Premiada] – P.S.: Ainda Amo Você

Arquivado em Livros, Resenhas
- fevereiro 20, 2016

❥ Essa resenha pode conter SPOILER do livro Para todos os garotos que já ameiClique aqui para ler a resenha.

untitledAi, ai, ai! Mais uma vez Lara Jean e seus (des)amores abalaram minhas estruturas. Eu estava ansiosa para a leitura desse livro desde que terminei o primeiro volume. Porém, quando recebi meu exemplar em parceria com a Editora Intrínseca, eu fiquei enrolando um pouco para lê-lo porque eu não queria me despedir de personagens tão maravilhosos.

Nesse segundo volume, temos a oportunidade de conhecer uma Lara Jean que oscila entre uma pessoa mais madura e uma garotinha insegura. Pude sentir que a dinâmica nesse livro foi mais ágil e um pouco mais natural do que no livro anterior. Isso aconteceu porque Lara e Peter começaram a se entender e assumiram que existia algo de verdade entre eles. No entanto, o fantasma de Genevive ainda era muito presente na rotina do casal, fazendo com que Lara ficasse com um pé atrás em relação ao que Peter sentia por ela. Além disso, também temos a presença de um dos rapazes que recebeu uma das cartas no primeiro livro, fazendo que uma espécie de triangulo amoroso apareça para aquecer mais ainda a trama.

Ao lado dessa querida personagem principal, eu voltei a me sentir aquela adolescente cheia de dúvidas quando o assunto era o coração. E fiquei inteiramente feliz por presenciar os caminhos que Lara Jean traçou em P.S.: Ainda amo você. Kitty, a irmã mais nova de Lara, também foi uma personagem que me surpreendeu bastante. Se eu já tinha me apaixonado por ela no primeiro livro, as sensações triplicaram durante a leitura desse novo volume. Ela amadureceu tão rápido, que em alguns momentos eu “pegava” para mim os conselhos que ela dava.

Eu particularmente achei as atitudes de Lara Jean extremamente válidas, e não sei se faria diferente se estivesse no lugar dela. Também gostei de como ela acabou resolvendo todos os seus problemas, apesar de não concordar com atitudes dos demais personagens que a cercavam.

Todavia, apesar de ser uma trama um pouco mais pé no chão P.S.: Ainda amo você não fez meu coração palpitar da mesma forma que Para todos que já amei. É importante que a leitura desse segundo volume seja feita com a ideia de que os personagens terão atitudes diferentes, e que a garota que escrevia cartas de amor no primeiro livro está “atrás” de uma adolescente que está aproveitando o primeiro relacionamento de verdade. Li alguns comentários de pessoas que acharam a leitura desse livro entediante. Eu devo dizer que gostei bastante, e que cheguei a conclusão de que os dois livros possuem ideias diferentes. No entanto, a escrita de Jenny Han é fantástica, o que resultou em uma leitura bastante prazerosa.

“As pessoas entram e saem da nossa vida. Durante uma época, são seu mundo; são tudo. E, um dia, não são mais. Não dá para saber por quanto tempo vamos tê-las por perto.”

Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580578690

Autor(es): Jenny Han

Páginas: 304 páginas

Ano: 2016

Adicione no Skoob

* Livro cedido para resenha pela Editora.


Fazia tempo que eu não publicava uma resenha premiada, não é mesmo?! E como os livros da Jenny Han me cativaram de um jeito único e incrível, nada melhor do que dividir essa experiência com um dos meus leitores ♥ Para participar é só seguir as instruções abaixo e cruzar os dedos 😉

resenha

a Rafflecopter giveaway

Considerações

 A única entrada obrigatória é o comentário na resenha P.S.: Ainda amo você;

 Só serão válidos comentários coerentes sobre a resenha. Comentários do tipo ‘gostei, quero ler’, ‘a sinopse me agradou, gostei da capa’ e etc serão desconsiderados – o comentário será verificado após a realização do sorteio, e se estiver fora do esperado, um novo sorteio será realizado;

 O envio do livro é de responsabilidade da Editora Intrínseca e a mesma não se responsabiliza por danos causados pelo Correio, extravio do pacote ou endereço inválido;

 A Resenha Premiada vai de 20/02/2016 até 14/03/2016 e o sorteio será realizado até 16/03/2016.

 Será apenas um ganhador;

 Perfis fakes ou com utilidade apenas para promoções serão desconsiderados;

 O vencedor levará pra casa um kit com os livros Para todos os garotos que já ameiP.S.: Ainda te amo;

 O sorteado terá 72 horas para responder o e-mail com seus dados. Caso isso não aconteça, um novo sorteio será realizado.

Boa sorte!

[Resenha] – Para todos os garotos que já amei

Arquivado em Livros, Resenhas
- julho 28, 2015

Para todos os garotos que já amei é o típico livro que me prende… Sou uma apaixonada assumida, já tive muitos (des)amores durante toda a minha vida, então foi impossível não me identificar logo de cara com as cartas que Lara Jean escrevia para os garotos que amava.

Lara Jean é a filha do meio de três irmãs, e possui grande afeto e admiração por sua irmã mais velha, Margot. Kitty, a irmã mais nova, também é recheada de carinhos e mimos, além de ser alvo de briguinhas bobas e provocações. As irmãs Song (como gostam de ser chamadas) nutriam um amor muito especial entre si e também com o pai. Como a mãe delas morreu quando ainda eram novas, Margot acabou assumindo as responsabilidades da casa, além de colocar ordem em tudo.

Mas a vida de Lara Jean mudou quando Margot foi para a faculdade… em outro país. Além de deixar um buraco no coração das irmãs, Margot também deixou uma ferida no coração de Josh, seu ex-namorado, vizinho e grande amigo da família. Porém, como se não fosse complicado o bastante ter que assumir o papel de irmã mais velha, Lara Jean acaba descobrindo que as cartas que escreveu para os garotos que amou durante a vida haviam sido enviadas para cada um deles através do correio.
E dessa forma somos introduzidos ao dia-a-dia de Lara, onde ela tenta entender como a caixa de chapéus onde guardava as cartas (presente da sua mãe) havia sumido e quem poderia tê-las enviado. Mas ainda assim, ela precisava lidar com Josh Peter (um colega de escola), uma vez que eles faziam parte desse dilema.

Josh e Peter possuem um grande papel no desenrolar da trama e também nas decisões tomadas pela personagem principal. Eles pareciam o ‘diabinho’ e o ‘anjinho’ no ombro dela, da mesma forma em que acontece nos desenhos animados. Mas eu realmente fiquei feliz como tudo foi acontecendo, e torci para que Lara tomasse as decisões certas.

Fazia tempo que uma personagem não me conquistava logo de cara como aconteceu com Lara Jean. Sério, apesar de ela ter feito algumas escolhas um pouco erradas durante o desenrolar da trama, ela foi, de longe, minha personagem favorita em todo o livro. Seu jeito peculiar de ser me encantou de uma maneira tão única, que eu acabei me sentindo sua amiga, sofrendo e sorrindo ao seu lado a cada nova página. Mas também não posso deixar de citar meu carinho por Kitty… Essa garota vale ouro, e acabei sentindo que todo mundo deveria ter uma irmã mais nova como ela.

A escrita de Jenny Han é maravilhosa! A autora escreve de uma maneira muito natural e divertida. As aventuras de Lara Jean, os dramas familiares, as paixões durante o ensino médio; tudo foi descrito de uma forma tão bacana que eu me senti parte da história. E por conta dessa característica, eu acabei devorando o livro em pouco tempo.

Eu realmente pensei que Para todos os garotos que já amei se tratava de um volume único, e apesar de eu ter gostado do final, fiquei com um gostinho de quero mais… Então nem preciso dizer que fiquei hiper feliz quando soube que uma continuação está chegando: Ps: ainda te amo.

Os capítulos do livro são curtinhos, o que facilita a leitura (eu prefiro livros assim, porque eu costumo ler em intervalos rápidos durante o dia). A diagramação é bem simples, mas não deixa de possuir uma qualidade típica da Editora Intrínseca. Não encontrei erros de português, mas eu estava tão focada no enredo, que posso ter deixado alguma coisa passar.
Finalizo a resenha deixando um aviso: se você, assim como eu, é fã de romances juvenis e conflitos adolescentes, e busca um livro com altas doses de risadas e dramas, você não pode deixar de ler essa obra maravilhosa.

Editora: Intrínseca

ISBN: 978-85-8057-726-6

Autor(es): Jenny Han

Páginas: 320 páginas

Ano: 2015

Skoob | Orelha de Livro

* Livro cedido para resenha pela Editora.