Categoria:

Nervousa

Rindo de nervousa

Arquivado em Pessoal
- agosto 7, 2017

Eu sempre sofro quando preciso fazer alguma prova. Por mais que eu manje do assunto, eu sempre vou ficar sofrendo. Isso aconteceu durante a minha vida inteira: escola, vestibular, faculdade, processo de habilitação e agora no curso de inglês.

Acredito que o maior “problema” é que eu me cobro demais. Eu sempre quero dar o meu melhor, mas na maioria das vezes eu acabo ficando tão nervousa que eu me confundo toda e esqueço, nos 45 do segundo tempo, tudo o que eu estudei.

Com meus 24 anos, acho que eu já deveria ter aprendido a controlar meu nervosismo. Mas eu não consigo. Geralmente eu fico sofrendo uma semana antes da maldita prova e continuo sofrendo até o momento em que eu recebo o bendito resultado. E, caso ele não tenha atingido minhas expectativas, eu sigo sofrendo e me lamentando de todas as maneiras possíveis e imagináveis. Eu realmente alopro todo mundo ao meu redor, porque eu fico inconformada de ter errado o óbvio. {então aproveito esse desabafo pra pedir desculpas pro pessoal, hehe <3}. 

E por que eu estou escrevendo tudo isso?! Porque no sábado eu fiz a minha primeira prova de inglês e eu estou sofrendo pra caramba. Eu consigo lembrar das questões E TAMBÉM CONSIGO LEMBRAR NITIDAMENTE O QUE EU ERREI POR NERVOSISMO!! Acho que cêis conseguiram entender o tamanho da minha desgraça, né não?!

Apesar de eu ter consciência de que essa foi só a primeira prova do curso de inglês e também de saber que não é vergonha nenhuma ir mal (principalmente porque eu nunca tinha feito inglês na vida e comecei do zero), eu ainda fico com essa sensação de que poderia ter me esforçado mais.

Se eu já sei o resultado da prova?! Ainda não. Tô no aguardo da ligação do pessoal da escola (e sofrendo cada vez que meu celular toca). Mas é aquele negócio: eu puxei minha avó e sou expert em sofrer por antecedência. Enquanto o resultado não vem, eu sigo o baile (com a gastrite atacadíssima, sem conseguir dormir muito bem durante a noite e com a consciência de que essa foi só a primeira prova de muitas que ainda virão).

cruj cruj cruj, tchau!

Imagens: [1], [2], [3] e [4]