Posts de 8 de junho de 2013

[Resenha] Lonely Hearts Club

Em 08.06.2013   Arquivado em Livros, Resenhas
Avaliação: 5/5
Titulo: Lonely Hearts Club – Porque ninguém precisa de um namorado para ser feliz
Titulo original: The Lonely Hearts Club
Autor(a): Elizabeth Eulberg
Tradução: Marina Vargas
Páginas: 238
Ano: 2011
Editora: Intrínseca
Sinopse: Penny Lane Bloom cansou de tentar, cansou de ser magoada e decidiu: homens são o inimigo. Exceto, claro, os únicos quatro caras que nunca decepcionam uma garota — John, Paul, George e Ringo.
E foi justamente nos Beatles que ela encontrou uma resposta à altura de sua indignação: Penny é fundadora e única afiliada do Lonely Hearts Club — o lugar certo para uma mulher que não precisa de namorados idiotas para ser feliz. Lá, ela sempre estará em primeiro lugar, e eles não são nem um pouco bem-vindos.

 

Quando desejei esse livro eu estava solteirona e encalhada (sério), e eu não queria saber de nhemnhemnhem de namorados. Por isso o livro me fez um bem danado. Sou fã assumida de Beatles, então me apaixonei no momento em que li a sinopse.

Lonely Hearts Club de Elizabeth Eulberg conta a história de Penny Lane (♥) que depois de sofrer uma desilusão amorosa resolve que os únicos homens que merecem todo seu amor são John, Paul, George e Ringo (meus lindos ♥). Por conta disso, Penny acaba criando um clube: o Lonely Hearts Club. No começo o clube é só para Penny e suas amigas mais intimas, porém o mesmo fica tão popular que todas as garotas do colégio querem fazer parte.

Nos pequenos capítulos do livro (o que torna a leitura rápida e dinâmica) acompanhamos a história de Penny ao se apaixonar. Mas o que deveria ser uma coisa boa, torna-se um dilema já que ela (como fundadora do clube) não pode infringir as regras, e fica na dúvida entre se jogar de corpo e alma no romance, ou ser o exemplo para as companheiras, alegando que ninguém precisa de um namorado para ser feliz (principal mandamento do grupo).

Apesar de o grupo ter sido criado para garotas que sofreram desilusões amorosas, Penny – depois de alguns tropeços – consegue tomar a decisão certa e se livra de pessoas falsas que faziam parte da turma.

Não posso ficar escrevendo muitas coisas pois a história não tem assim taantos mistérios, e qualquer informação que eu der a partir daqui seria considerada spoiler.

O livro além de ser bem engraçado é cheio de referencias aos quatro garotos de Liverpool e fiquei encantada pelos títulos de cada capítulos, pois são trechos/títulos de  musicas da banda. É aquele tipo de livro que vai prender a atenção do leitor, apesar de ser uma história meio bobinha. Estou querendo reler,  mas estou com medo de ter outra impressão do livro 😐