Livros Resenhas

Eu li: Frida Kahlo e as cores da vida

Oi, sonhadores! Tudo certo com vocês?!

Estou feliz por trazer a resenha de Frida Kahlo e as cores da vida no primeiro post de 2021. Recebi esse livro na caixinha da Tag Inéditos e com incentivo da Ana Roendo Livros, eu realizei a leitura da obra em poucos dias.

O livro é uma ficção que tem como pano de fundo a vida de Frida Kahlo e dessa forma podemos acompanhar a trajetória da artista desde sua infância, passando pelo acidente que sofreu enquanto era adolescente, sua paixão pela política, pela arte e por Diego Rivera… Confesso que eu não conhecia muito a respeito da história de Frida, e foi muito interessante mergulhar no universo dessa figura que tem tanta representatividade nos dias de hoje.

Uma das coisas que mais gostei nessa leitura, foi como a autora introduziu tantos artistas e movimentos políticos na obra. Sei que nem tudo aconteceu exatamente como está descrito, mas eu não conhecia praticamente ninguém que foi citado nesse livro e foi uma experiência incrível conhecer um pouco mais sobre tantos artistas e também sobre temas políticos e a história do México.

Através do prefácio de Katia Canton é possível começar a imersão no Universo de Frida Kahlo e a cada nova página desse livro, é possível se conectar ainda mais com essa mulher tão incrível. Frida sofreu de diversas formas ao longo de sua vida, e sempre soube dar a volta por cima. Lembrando que falo isso com experiência da leitura dessa ficção, mas pesquisei um pouco na internet e posso garantir: essa mulher era fod*!!!

Eu gostei tanto de saber a respeito de Frida Kahlo que acabei adquirindo uma das obras que a autora Caroline Bernard citou na biografia de Frida Kahlo e as cores da vida.. Recebi meu exemplar tem alguns dias e já estou doida para mergulhar nessa narrativa. Aliás, fiquei muito fascinada pela maneira que Frida pintava e pelas suas inspirações… Acho que vou devorar a biografia em poucos dias!

“Essas são as duas mulheres que tenho dentro de mim […] A mulher que quer viver do jeito que lhe convém e a mulher que carrega a carga da tradição e da história.”

Mas não poderia finalizar esse post sem falar a respeito pelo ódio que senti por Diego Rivera. Eu juro que não entendo como alguém pode ser tão cruel, nojento e egoísta. Como mencionei, o livro é uma ficção, então não sei ao certo se tudo o que foi dito a respeito de Diego R. era verdade… Mas algo me diz que ele é bem pior do que Caroline Bernard relatou em sua obra. Porém, eu consigo entender que tantos anos atrás, as atitudes dele eram consideradas “normais” perante a sociedade, e que Frida fez o que estava ao seu alcance para lidar com esse relacionamento. Mas se esse romance tivesse sido vivido no século 21, muita coisa seria diferente, eu tenho certeza!

Frida Kahlo e as cores da vida será lançado pela editora Tordesilhas. Não sei ao certo a data de lançamento, mas recomendo demais a leitura dessa obra, ela é fascinante!

Ah, também queria deixar registrado que o brinde de Janeiro/2021 da Tag Inéditos e uma agenda/planner com o tema de autoras revolucionárias. Legal, né? E como não é datado, vou utilizar em 2022 ♥


Editora: Tag Inéditos | Autor: Caroline Bernard | Tradução: Claudia Abeling | Páginas: 304 páginas | Avaliação: 3,5/5

 

Posts relacionados

1 comentário

  • Reply
    Blinho Bernardinette
    janeiro 17, 2021 at 9:34 pm

    Melhor blog forever

Escrever um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.