Procurei em Sonhos

Procurei em Sonhos

Correio dos Sonhos
Favoritos ♥
Projeto de Leitura

Desabafo sobre qualquer coisa!

Sabe, já faz tempo, eu parei de acreditar no 'pra sempre', parei de esperar tudo – ou nada- das pessoas ao meu redor, comecei a fazer as coisas por mim, para mim. Cheguei a pensar que eu era a mais egoísta, a mais cativante, a mais bipolar. Até que eu descobri que eu sou humana, e como diz aquela frase bem antiga, aquele clichê; errar é humano. Então eu percebi que por mais que eu me esforce, não tem como recuperar o que já passou. Um vaso quando quebrado, pode ser colado, mas sempre restam rachaduras, partes perdidas, esquecidas; E hoje eu sei que, por mais que eu tente escrever, tente colocar palavras em qualquer folha de papel, buscando expressar o que estou sentindo, por mais que eu tente de tudo, eu não consigo. Afinal, eu já não sei mais para quem escrevo, sobre quem escrevo. Não sei onde estão as rimas, as histórias de amor, as palavras que me encantavam.

Talvez os sonhos fugiram de mim, ou apagaram-se, como tantas coisas nos últimos dias….

Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais

08.07

Podia ver o sol se pondo, além do horizonte. Conseguia sentir a brisa do mar sobre seus cabelos. Ouvia algumas pessoas ao seu redor, porém nada se comparava com a doce e suave voz daquele mesmo coração que a feriu covardemente e que fora humildemente corajoso ao pedir perdão. Percebeu, então, que nada mais lhe importava se estivesse com o seu amor. E talvez não existisse momento mais perfeito que aquele em suas memórias. Finalmente ela voltara a sorrir. Sorria então, em companhia de um sorriso perfeito, como se, de alguma forma, se completassem. E era o que havia começado a acontecer: ela descobriu que era, então, somente metade sem seu grande amor. Afinal, seus corações só conseguiam bater sem medo, se estivessem juntos.
Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais

Se de madrugada eu com você sonhar… ♫

Queria que você estivesse aqui… Queria poder te abraçar e fazer brincadeiras idiotas, das quais você morria de rir, e o seu sorriso iluminava o meu. Queria os nossos momentos de volta. Queria suas palavras me dando forças, transmitindo pensamentos, segurando a ponta dos meus dedos quando tudo de errado estava por vir. Te quero, muito, mesmo. Mesmo…

Mas para onde você foi, não tem como voltar, do modo que quero, para mim. Agora, tu cuida de mim aí de cima, fazendo-me carinho pelos meus sonhos – nossos sonhos – me consolando entre lágrimas não-derramadas. Me chama de Pitxitica entre as memórias, com sua voz de avô-coruja, me abraça, nosso amor me consome e a saudade me mata.
Eu te amo, vovô!
Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais
Página 169 de 181
«1 ...165166167168169170171172173... 181››