Procurei em Sonhos

Procurei em Sonhos

Correio dos Sonhos
Sorteio Independência Literária
Projeto de Leitura

Onde se compra "carinho"?!

Mais um dia entediante, e eu aqui na frente do computador, na mesma cadeira velha, de forro preto e estofado rasgado pensando no que escrever. Confesso que esses dias que não escrevi fiquei muito mal, afinal eu queria escrever algo, mais não sabia o que. Minha fase de muitos amores finalmente está acabando, já não aguentava mais essa coisa de "estou apaixonada por todos”. Eis que hoje, de repente me surgiu à idéia do carinho, afinal o carinho é derivante de tudo. Se você ama, você tem que ter carinho. Se gosta, tem que ter carinho.Se você tem afeto,logo tem e recebe carinho.E por aí vai…Mais será que é possível comprar carinho,encontrá-lo em uma prateleira de supermercado ou em liquidação em uma loja de um grande shopping?!Acho que não. Carinho é uma coisa tão simples, tão meiga e delicada. A palavra em si, já é muito linda, mais o sentimento… Ah, não se compara!Sinto um carinho muito especial pelos meus amigos, meus supostos amores e pela minha família. Muita gente desconhece -inocentemente- desse tal carinho, nem sabem como surge muito menos como é. Carinho vai surgindo com o tempo, não tem hora nem lugar. É um sentimento tão puro, tão verdadeiro que eu – uma simples garota que tenta transmitir suas idéias e sentimentos atrás vez de textos – não consegue explicar. Sei lá, deve ser o começo de todos os sentimentos, importantes ou não para as pessoas. Muita gente acha que ama, mais só sente carinho pela outra pessoa,e isso machuca,entristece e mágoa… Enfim, carinho é algo inexplicável, tanto quanto o amor, o ódio, a paixão e o afeto, que as pessoas sentem e na maioria das vezes tem vergonha de expor seu sentimento por medo do que as outras pessoas vão pensar.
Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais

Não se importar e deixar tudo como está

 

Não se importar e deixar tudo como está. Seria muito bom se eu pudesse dizer isso olhando em seus olhos. Mais eu me importo… E, não quero deixar tudo como está. Faltou-me coragem para dizer-te tudo olhando dentro dos seus olhos cor de céu, olhando para sua pele clara e lembrando-me dos nossos beijos, enquanto olharia para seus lábios. Admito, fui uma covarde. Como é que uma pessoa consegue ser tão cruel assim?!Não sei… Talvez eu seja a vilã da história, mais talvez eu possa ter sido a mocinha, em querer desse jeito para não ser pior depois.
Hoje enquanto lia o meu mais novo vicio – Entrevista com o Vampiro – um personagem me chamara minha atenção. Um vampiro que tinha todas as suas características, todas mesmo… E também havia um que me lembrara à causa de todos os nossos problemas e, eu inocentemente, ri enquanto lia tal absurdo. Observava de longe os meus mais novos amigos, tão lindos, de uma perfeição – em minha opinião- e quando menos esperávamos, nós que tínhamos tanta vergonha uns dos outros, estávamos conversando e rindo. Foi bom!
Mais voltando ao que eu queria dizer desde o início, eu ainda me importo com você, e iria doer muito mais se a sua indiferença existisse. Sorte minha que não existe que chegamos a uma conclusão, conversando e rindo de tudo isso. Fiquei aliviada, esperava o pior. Mais em tal circunstancia o que seria o pior?Você – em todo seu direito – parar de falar comigo, perder uma amizade que poderia ser perfeita, me esquecer. Isso seria o pior?Vai ver o pior ainda estava por vir. Cortamos o mal pela raiz, e agora somos uma lembrança boa, um na vida do outro. Partilhamos agora da amizade mais colorida de todas, e isso está me fazendo bem. Agora você já sabe de tudo,me entendeu , me deu conselhos e eu,sem saber como agradecer,disse com toda a sinceridade do mundo "Eu te amo".E sim,eu te amo …
Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais

Timidez

Eu estava ali, em meio à multidão, fingindo prestar atenção em algo que falavam, sem mostrar o menor interesse. Você passou, olhou em meus olhos, e eu abaixei a cabeça, fazendo com que meus cabelos cobrissem meus olhos tímidos. Ergui a cabeça envergonhada, enquanto você – disfarçadamente- sorria para mim. Desviei os olhos, e continuei fingindo interesse na conversa que não tinha evoluído. Lembrei-me das noites em que sonhei com você, e daquele beijo proibido, roubado. Então, resolvi caminhar com um amigo, e sem querer, nos esbarramos. Fiquei vermelha e meu coração começou a bater mais forte, e eu morrendo de medo de olhar em seus olhos, dei um pequeno sorriso e te abracei. Lentamente você tocou em meu rosto e fez com que meus olhos seguissem os seus e, em seguida, me deu mais um daqueles beijos que eu tanto adoro em minha testa. Trocamos algumas palavras e eu, que estava começando a me soltar, lembrei-me da aula que estava perdendo. Dei-te um abraço, prometi terminar a conversa outra hora e corri para minha sala, enquanto você me olhava da outra ponta do corredor esperando ardentemente pelo próximo encontro. Olhei para trás, e você ainda estava lá, feito estátua, virou-se e seguiu em direção a sua turma. Ajeitei meu cabelo, pensei em uma desculpa, entrei na sala e não te vi mais naquele dia.
Mais um sobre o amor da minha vida
Para o menino dos olhos cor de mel
Sensível demais
Página 185 de 186
«1 ...181182183184185186››