Textos

Este lado para cima (?!)

Era a perfeita destruidora de corações.
Iludia, envolvia-se, ia embora.
Sem perceber, sem derramar uma lágrima.
Encantava, distribuía sorrisos, dizia adeus.
Era uma despedida, com ânsia de querer ficar.
Deixava-se levar por palavras, sentia-se culpada.
Habitava sentimentos vazios, mas era dona de um coração enorme.
Confusa, repleta de vontade de fazer algo, perdia as pessoas sem perceber, sem querer.
E assim ela seguia, fingindo viver, como receio de existir, ora com medo de machucar quem lhe queria bem,
ora com a alegria, de ter alguém com quem pudesse contar, em todos os momentos.

Essa era sua vida, como ladra de emoções, sempre que podia, sempre que sentia necessidade de se sentir amada.

05-31-2012

Posts relacionados

3 comentários

  • Reply
    moniqueboueri
    julho 10, 2012 at 1:30 pm

    "…mas era dona de um coração enorme."

  • Reply
    Jeniffer Yara
    julho 11, 2012 at 2:22 am

    "Confusa, repleta de vontade de fazer algo, perdia as pessoas sem perceber, sem querer" – Exatamente eu.

    Beijos ><

  • Reply
    Nina
    julho 12, 2012 at 2:26 am

    Ilusão, a mais pura ilusão. Ela aparentemente se entrega. Mas tem medo de viver o Grande Amor.

Escrever um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.