Livros Resenhas

[Resenha] – Invisível

Nos primeiros capítulos de Invisível, eu estava traçando uma linha imaginária sobre a história que acabou sendo bem diferente do que o livro em si se tratava. Não que isso tenha sido ruim, pelo contrário, quando percebi o rumo que o enredo estava seguindo, fiquei mais animada e me senti mais motivada para descobrir os mistérios que estavam presentes na obra.

O livro conta a história de Stephen, um garoto que nasceu invisível. Juro que no inicio eu pensei que fosse no sentido figurado, mas isso é algo que o leitor descobre em menos de duas páginas lidas. Stephen, apesar de ser invisível, sempre tentou ter uma vida normal. Ele se alimentava, tomava banho, dormia, tinha sentimentos… Ou seja, tudo o que uma pessoa é capaz de fazer/sentir. Porém, não podia falar o tempo todo (imagine só se você está andando na rua e escuta uma voz do “além” e não enxerga ninguém por perto?!), não podia ir à escola e também era invisível para si mesmo. Ele nascera assim por conta de uma maldição que foi lançada em sua mãe pelo seu avô. Pode parecer meio confuso, mas na história, faz todo sentido.

Acostumado a nunca ser visto, Stephen se surpreendeu quando Elizabeth (sua nova vizinha) o cumprimentou como se fosse a coisa mais normal do mundo. Foi um choque de realidade para o pobre garoto, mas ele enxergou em sua nova amiga uma maneira de encontrar a liberdade.

Elizabeth e Stephen descobrem que possuem muito em comum e isso foi algo que me agradou bastante na leitura. Eles são mais do que meros adolescentes; eles descobrem um no outro uma maneira de recomeçar, apesar de todas as dificuldades impostas pela vida.

Durante a história, Laurie (o irmão de Elizabeth) ganha certo destaque e acabei gostando bastante de sua personalidade. Mesmo sendo o irmão mais novo, em alguns momentos é ele quem acaba assumindo as responsabilidades e ajuda sua irmã e o amigo nos momentos mais difíceis. Millie e Saul também são dois personagens que se destacam, porque são capazes de tentar ajudar Elizabeth e Stephen na incansável busca da libertação da maldição.

Invisível é um infanto-juvenil muito gostoso de ler. Muitas pessoas desejam tornar-se invisíveis em determinados momentos da vida, mas ninguém nunca parou para pensar nas consequências. Stephen nos mostra outra visão da vida, e isso foi o que me fez gostar tanto da obra. Mesmo com suas dificuldades, ele nunca desistiu de ser quem realmente era.

Mesmo contando com dois autores, o livro não deixou a desejar. Não conhecia a escrita de David Levithan nem de Andrea Cremer, mas não tive dificuldades durante a leitura. Foi um livro emocionante e, apesar de meio fantasioso, muito real.

 

Editora: Galera Record

ISBN: 978-85-01-40322-3

Autor(es): David Levithan & Andrea Cremer

Páginas: 322 páginas

Ano: 2014

Skoob | Orelha de Livro

Posts relacionados

6 comentários

  • Reply
    Roberta
    agosto 11, 2014 at 1:50 pm

    Oi Cá, tudo bom?!

    Juro que fiquei babando por esse livro ontem na livraria, mas estou proibida de comprar por enquanto. Quero ver como vai ser na Bienal, mas enfim… Amei a sua resenha! Juro que eu pensei que ele fosse invisível no sentido figurado, só dele realmente ser invisível, já quero ler para descobrir mais sobre isso. Esse livro parece ser bem leve e divertido e ao mesmo tempo abordar questões um pouco mais filosóficas, imagino que seja. HAHAHAH. Amei, parabéns amiga! Muito sucesso!

    Beijos, Rob
    <3

  • Reply
    Silvana Sartori
    agosto 11, 2014 at 2:29 pm

    Linda sua resenha ficou excelente.
    Estou lendo ainda. Estou na parte em que o Stephen está no parque e encontra uma pessoa sabe ?!! vc sabe hahahaha…Então, tenho gostado bastante da história. Achei bastante diferente a história que os autores criaram. E também gostei muito de Laurie. Ele foi bastante cativante nesse livro. Espero poder gostar do desfecho. vamos ver =]
    Parabens pela sua resenha. Logo logo sou eu quem estará colocando lá no I LOVE MY BOOKS (risos)

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

  • Reply
    Viviane Silva
    agosto 12, 2014 at 1:39 am

    Minha leitura anda pendente a dias, as coisas anda bem corridas aqui em casa.
    Invisivel ainda não li, mas confesso que com a resenha me despertou a curiosidade.
    Mas a minha lista de pendentes esta enormeee.

  • Reply
    Mia Sodré
    agosto 13, 2014 at 12:18 pm

    Fiquei com vontade de ler esse livro, viste?
    Gosto de histórias diferentes e que exploram as facetas humanas – do que poderia ocorrer caso fosse uma história real – com sensibilidade. Vou procurá-lo!

  • Reply
    Francine Porfirio
    agosto 13, 2014 at 6:16 pm

    Adorei a resenha! Eu realmente pensei que o garoto fosse invisível no sentido figurado, mas curti o lance da fantasia no enredo. <333 Ah, para quem somos destinados, nunca seremos invisíveis. Haha. Eu sei, estou romanceando um infanto-juvenil. Me julgue.
    Como sempre, sua opinião só me fez desejar sair correndo e comprar o livro, Cássia!

    http://www.myqueenside.blogspot.com

  • Reply
    Millena
    outubro 7, 2014 at 3:44 am

    Procurei uma resenha porque fiquei com medo da história ficar cansativa depois que começasse a falar sobre a maldição. To lendo o livro e gostando muito! Valeu pela resenha 🙂

Escrever um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.