Procurei em Sonhos
Correio dos Sonhos
Sorteio Independência Literária
Projeto de Leitura

[Resenha] – A febre

Eu me interessei por esse livro assim que li a mensagem de Gillian Flyn em sua capa. Acabei solicitando para a editora sem nem mesmo ler com muita atenção a sinopse (não foi a primeira vez em que isso aconteceu, eu realmente gosto de brincar com a sorte, haha). Quando finalmente recebi meu exemplar, algumas resenhas já estavam pipocando nos blogs que acompanho, e confesso que minhas expectativas começaram a murchar.

A FebreO livro nos conta a história de Deenie e suas amigas Lise e Gabby. Estudantes da escola Escola Secundária de Dryden, as três sempre foram muito próximas, e dividiram segredos. Mas quando tudo parecia bem, uma onda de eventos inexplicáveis começou a atingir a vida das amigas, e ninguém sabia ao certo como e porquê tudo aquilo estava acontecendo. A partir desse momento, praticamente toda a escola ficou em alerta e comentários de todos os tipos a respeito dos acontecimentos começaram a surgir. O que mais chocou foi o fato de que diversos sintomas eram enumerados, desde convulsões até ataques de sanidade.

Ninguém sabia ao certo a causa desses acontecimentos, mas nenhuma possibilidade foi descartada. E aí que entrou uma parte interessante da história: as alunas da Escola de Dryden estavam participando da campanha de vacinação contra HPV, e muitos pais associaram os sintomas a uma possível reação da vacina. Essa ligação ocorreu porque além de Lise e Gabby, mais meninas começaram a apresentar os sintomas. Além disso, Deenie e suas amigas também guardavam um segredo que envolvia o lago proibido da cidade. Ou seja, além do caos causado pelos pais dos alunos, Deenie também precisava enfrentar seus próprios medos para tentar descobrir o que realmente estava acontecendo.

Os personagens foram bem elaborados e as ligações entre eles, apesar de confusas, foram interessantes para o desenrolar da história. A própria família de Deenie foi bem explorada nesse quesito, que ia desde um pai extremamente dedicado, até uma mãe que abandonou tudo o que tinha em busca dos seus objetivos (e uma possível salvação). Outro ponto que acho interessante destacar é que apesar de serem super amigas de Deenie, Lise e Gaby também tinham outros círculos de amizades, e isso fez com a trama se tornasse menos fictícia. (E ai meu desconfiometro começou a entrar em ação 🔎).

A ideia de Megan Abbott foi boa. Pelo o que andei lendo, o livro foi baseado em uma história real, então acho que foi por isso que algumas perguntas ficaram sem respostas. Toda a introdução dos personagens e até mesmo a descrição dos acontecimentos foi narrada de uma maneira bem detalhada. No entanto, o que deveria ser simples e gerar um clima de mistério, acabou se tornando algo repetitivo e cansativo. Mas preciso ressaltar que fiquei curiosa para descobrir o que aconteceria até o final da história, e só por isso eu não desisti da leitura.

Quando cheguei mais ou menos na página 100, meu interesse pela história começou a diminuir. Eu realmente me esforcei ao máximo para terminar a leitura de A Febre, mas alguma coisa na escrita da autora não funcionou para mim. Felizmente o final acabou sendo ok, e meio que compensou o restante do livro. Mas como disse ali em cima, eu esperava muito mais da trama e do seu desfecho.

Editora Intrínseca mais mais vez fez um trabalho impecável na diagramação, revisão e tradução da obra. Para quem curte histórias baseadas em fatos reais, A Febre pode ser uma boa escolha.


 Editora: Intrínseca

ISBN: 9788580577990

Autor(es): Megan Abbott

Páginas: 272

Ano: 2015

Skoob | Mais informações 

post-698_a2

* Livro cedido para resenha pela Editora

 

Eu li: No tempo dos feiticeiros #1
Eu li: A essência do mal
Eu li: Pausa (Slammed #2)
2 comentários
  • Pandora

    Eu não sou uma grande fã de suspense, confesso. Acho que um livro que me prende só pela espectativa do final não vale a pena, nunca gostei da Série Vagalume, por exemplo, por conta disso, me sentia tratada como besta, prefiro um romance água com açúcar despretensioso a um suspense famoso, a mesmo que o autor me ofereça mais que um assassino revelado. Por isso, de cara não coloquei "A febre" na minha lista por isso, ai vieram as resenhas e fueinnnnnnnnnn…. kkkkk Essa então confirma que foi uma boa ideia.

    Pandora
    O que tem na nossa estante

    Responder
  • Carolina Garcia

    Olá, Cássia!

    Também fiquei curiosa pelo livro quando li a sinopse, mas as resenhas que chequei sobre a obra me desanimaram também.

    É sempre uma pena quando a gente espera muito e acaba decepcionada. Mas criar expectativa é sempre pior. Que bom que o final desse valeu a pena pelo menos!

    Espero que suas próximas leituras sejam melhores!

    Bjs

    Responder