Livros Resenhas

[Resenha] – Enquanto eu te esquecia

Enquanto eu te esquecia
O que a memória apagou, o coração recorda…
Jennie Shortridge
Única Editora, 2014
384 páginas

Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente.
Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação?

 

A leitura de “Enquanto eu te esquecia” foi um pouco densa e desgastante. No entanto, criei uma relação de amor vs ódio por esse livro. Nas primeiras páginas senti certa antipatia pela história, mas no decorrer dos capítulos (felizmente) ela foi melhorando e o resultado final foi de arrepiar.
O livro gira em torno de Lucie, uma bem sucedida executiva que após uma crise de amnésia é encontrada nas águas da Baía de São Francisco. Ninguém sabe explicar o porque disso ter acontecido e ela é levada para uma clinica, onde seu noivo – Grady – a encontra.No entanto, após voltar para sua casa, Lucie começa a ter vagas lembranças de seu passado. São lembranças de antes de conhecer Grady e ter uma vida ao seu lado; são fantasmas de sua memória que, em algum momento da vida, foram esquecidos.
Antes de conhecermos a verdadeira Lucie, somos apresentados a uma Lucie mudada, mais amiga, companheira e simples. Aos poucos podemos ir comparando suas duas “personalidades” e criar uma opinião sobre a personagem.

A partir do momento em que começamos a entender os motivos que levaram Lucie ter fugido para São Francisco, acabamos entrando no mundo dela e de Grady, e o amor que um sente pelo outro realmente supera qualquer crise de esquecimento. A forma que o amor deles ressurge é sensacional e emocionante; são dois estranhos que em algum momento da vida foram íntimos, mas existe uma ligação muito forte entre eles que faz com que se reaproximem aos poucos.

Grady tenta de todas as formas deixar Lucie em uma zona de conforto, mas a garota é teimosa e inteligente, e faz de tudo para descobrir sua verdadeira identidade. A busca de várias verdades são expostas durante a história, principalmente a do verdadeiro amor e do verdadeiro ‘eu’ de cada personagem. Não é um livro apenas sobre Lucie e a descoberta de seu passado, e isso fez toda a diferença durante a leitura.

A única parente viva que nossa personagem principal possui é uma tia – uma senhora solitária que também esconde vários segredos. Com a ajuda de sua tia, Lucie começa a juntar as peças do quebra-cabeça de sua vida e começa a entender porque certas coisas aconteceram com ela; porque após uma briga com Grady ela se esqueceu de quem era e deixou que uma nova Lucie – a verdadeira Lucie – tomasse as rédeas do jogo.

Em alguns momentos o livro torna-se confuso; Acredito que isso acontece por conta da narrativa: cada capítulo é narrado por um dos personagens e acontecimentos do passado e presente se misturam; Não existe muita ‘divisão’ sobre isso dentro de cada fato. Mas isso não impede que a leitura dessa obra seja realmente de tirar o folego e cheia de surpresas. Adorei a forma como a autora encerrou o livro, foi surpreendente e emocionante.

 

 

Posts relacionados

12 comentários

  • Reply
    Samuel Cardeal
    março 7, 2014 at 11:04 am

    Interessante a história, principalmente por que envolve perda de memória, e eu adoro protagonistas confusos tentando se encontrar!

    Ótima Resenha!

    Beijo

    • Reply
      Cassia
      março 12, 2014 at 11:59 am

      Se eu bem te conheço, esse livro não iria fazer seu estilo x_x

  • Reply
    Francine Porfirio
    março 7, 2014 at 12:03 pm

    Oi, flor. Eu gostei deste livro pela história dele, mas pensei que não seria possível fugir de certos clichês. Entre as fanfictions, há muitas histórias envolvendo perdas de memória (rs), o que já me faz esperar certos desfechos. E aparentemente é como previ (não me refiro ao final, mas ao fato dela acordar com uma personalidade e, na verdade, ter outra que não é tão doce e meiga quanto a atual desmemoriada – rs). O livro da Sophie Kinsella, Lembra de Mim?, traz um pouco disso. A jovem quando acorda só lembra da sua adolescência, cheia de amigos e tal. Mas a verdade é que ela esqueceu ter se tornado uma megera solitária (rs). Você em nenhum momento mencionou isso, mas entendi que a personagem acaba percebendo que era alguém diferente de quem é agora, sem memória.
    De qualquer modo, tenho um vaaaago interesse em ler a obra! (rs)
    Beijo carinhoso, Cássia! Ótima resenha como sempre.

    http://www.myqueenside.blogspot.com

    • Reply
      Cassia
      março 12, 2014 at 11:59 am

      Oi, Fran!
      Não costumo acompanhar fanfictions mas fiquei feliz por você ter feito essa associação. O livro é exatamente isso que você retratou em tão poucas palavras, mas é uma leitura super válida =)

      Beijos

  • Reply
    Janna
    março 7, 2014 at 12:16 pm

    Oi Cássia, esse é o segundo livro que envolve perda de memória que vejo, e isso fato é muito interessante. Por esse motivo que eu evito abandonar livros no meio da leitura, muitas vezes eles são chatos no início mas no final acabam nos surpreendendo, conforme sua experiência relatada com a leitura, é um livro que quero ler, estou ansiosa para tirar minhas próprias conclusões.

    Beijos!!!

    @jannagranado
    http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

    • Reply
      Cassia
      março 12, 2014 at 12:00 pm

      Janna!
      Estou ansiosa para ler sua resenha, é um livro que você deve levar até o fim!
      Beijos

  • Reply
    Camila
    março 7, 2014 at 4:42 pm

    Adoro suas resenhas o
    vi ele livro como lançamento, mas decidi pedir outro a editora 🙂

  • Reply
    Ju LiteRata
    março 7, 2014 at 5:10 pm

    Eu to confusa!!!! Gostei da resenha e acho que deve ser um livro bem bacana, mas o fato de ser meio monótono no começo não me agradou, sem contar que pelo que vi ele é um mega tijolo né? Bom quem sabe mais para frente, no momento estou a procura de outras leituras. FAVOR NÃO APAGAR ESSE!

  • Reply
    Arlindo Lobo Barata
    março 8, 2014 at 7:12 pm

    Sua resenha é incrível. E o livro me pareceu ser bem interessante, e complexo em sua narrativa. Espero ter a oportunidade de lê-lo, já que é um tipo de leitura que curto.

    Abraços!!
    http://macaliteraria.blogspot.com.br/

  • Reply
    Gabriela Freitas
    março 9, 2014 at 6:32 pm

    Cada vez que eu leio uma resenha sua meu bolso dói: eu quero todos os livros, quase sempre. hahahaha

    http://www.novaperspectiva.com/

  • Reply
    Luiza
    março 9, 2014 at 9:54 pm

    Gostei da resenha tenho curiosidade de ler esse livro
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

  • Reply
    Procurei em Sonhos
    julho 3, 2017 at 1:20 pm

    […] Enquanto eu te esquecia – “Enquanto eu te esquecia” foi uma leitura densa, mas com uma carga de coisas boas muito grande. No início não tinha gostado muito da leitura, mas fiquei muito contente com o resultado final. Resenha completa aqui! […]

Escrever um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.