Livros Resenhas

[Resenha] – Amy & Matthew

Amy é uma garota de 17 anos que possui certas dificuldades para se locomover, falar e até mesmo realizar expressões, tudo por conta de uma paralisia cerebral. Apesar de seus problemas, Amy tenta ser independente o máximo que consegue, mas se sente muito sozinha, já que seus únicos amigos são seus auxiliares, pais e professores. Em seu último ano no ensino médio, a garota decide que é hora de mudar o jogo e acaba contratando alguns de seus colegas de turma para tornarem-se seus novos auxiliares. O principal culpado para que Amy tomasse essa decisão foi Matthew, o garoto solitário, que havia se afastado de todos e contava os armários enquanto caminhava. O primeiro contato que tiveram fez com que Amy refletisse sobre inúmeras coisas, e ela estava decidida a tornar-se amiga de Matthew (e algo a mais, se fosse possível).

Após uma incansável sessão de entrevista com Nicole (mãe de Amy), os escolhidos para serem os novos auxiliares da garota foram: Sanjay, Sarah, Chloe Matthew. Sem saber, cada um possuía certa dificuldade ou problema em algum assunto, e isso foi me cativando até certo ponto da história. Amy tornou-se uma grande amiga para cada um deles, mesmo que isso não ficasse explicito e, em alguns casos, não fosse retribuído da forma esperada.Narrado em 3ª pessoa, o livro nos mostra como foi o ano de Amy e seus novos amigos, cada descoberta, como ela se sentia em relação ao restante do grupo e é claro, como ela foi se apegando cada vez mais a Matthew. Como tinha TOC, Matthew era um pouco inseguro e Amy resolveu ajuda-lo com esse problema. A amizade deles acabou se tornando muito bonita, mas os dois eram tímidos quando o assunto era expor os sentimentos.
De uma forma bem natural, começamos a fazer parte do dia-a-dia de Amy, presenciamos suas discussões com a mãe, como os amigos foram importantes para que ela amadurecesse e, principalmente, o valor de uma grande amizade. Com o apoio de todos, Amy sempre busca melhorar, entrar na faculdade e provar que realmente é capaz de se virar sem ajuda 24 horas por dia. Em alguns momentos Matthew ficava em segundo plano, e isso me irritou um pouco, mas entendo que foi essencial para o desenrolar da trama.

Confesso que o desfecho da trama me decepcionou um pouco. Eu estava envolvida com a história até mais ou menos a metade do livro. No entanto, as atitudes de Amy começaram a ficar diferentes do que ela sempre demonstrou ser nos capítulos anteriores. Isso foi um ponto que me deixou bem chateada, já que eu tinha uma imagem bem bacana da personagem e aos poucos isso foi mudando. Eu fiquei com vontade de entrar na história e falar para ela: “Hey, onde está aquela garota forte e decidida que eu conheci?!”. O final também deixou a desejar, estava esperando bem mais – foi uma fragilidade que me irritou um pouco.No mais, foi uma boa leitura, já que pude conhecer detalhes sobre a paralisia cerebral e TOC. A forma como a autora nos apresentou as características e particularidades de cada uma dessas doenças foi bem natural, e acredito que ela quebrou paradigmas ao escrever sobre o assunto. No entanto, se você está em busca de um livro que renderá lágrimas, acredito que Amy & Matthew não seja uma boa escolha. Como disse, a leitura foi boa, mas não atingiu todas minhas expectativas. Mas vale lembrar que a leitura pode funcionar com outras pessoas (e é o que espero).

Em relação a diagramação, só fiquei um pouco incomodada porque algumas palavras estavam com falhas de impressão – mas nada que atrapalhasse o desenrolar da leitura. A Editora está de parabéns pela revisão e pelo trabalho como um todo.

Editora: Editora Galera Record

ISBN: 9788501070180

Autor(es): Cammie McGovern

Páginas: 336 páginas

Ano: 2015

Skoob | Orelha de Livro

  

* Livro cedido para resenha pela editora.

Posts relacionados

19 comentários

  • Reply
    Maiara Vieira
    março 2, 2015 at 10:31 pm

    Oi Cássia, tudo bem?
    Estou bem aliviada de ler essa sua resenha, confesso…rsrs.
    Eu senti as mesmas coisas que você sabe sobre esse livro e vi tantas resenha positivas que fiquei me perguntando se só eu vi a história desse jeito.
    O livro tinha tudo para ser muito bom até a página 250, mas a partir dai não sei o que deu na autora que mudou totalmente a personalidade da Amy.
    Fiquei muito chateada com as atitudes completamente imaturas dela, e principalmente por ela querer justificar elas do modo que justificou…
    O final do livro eu também achei bem fraco, esperava muito mais emoção dele e infelizmente quebrei a cara.

    Beijão ;*
    http://www.livrosesonhos.com/

  • Reply
    Pam
    março 3, 2015 at 12:56 am

    Oiie
    Eu não li esse livro ainda, a principio achei a capa bem gracinha e senti vontade de ler, mas depois vi várias pessoas fazendo criticas negativas, você também ficou desapontada com vários pontos né?, me desanimei um pouco depois dessa decepção em massa.
    Mas achei muito interessante as questões das doenças abordadas, nao sabia q e o personagem tinha TOC.. acho que essa parte do livro deve ser boa pra conhecer mais das doenças… particularmente eu não conheço muito sobre elas.. só o que vemos por ai, superficial..
    E sobre os outros personagens? o que acontece com eles? Já q Amy e Matthew parecem que tem algo mais.. =p
    Gostei da resenha! Parabens!

    Bjinhos
    Pam
    Meus Livros Preciosos

  • Reply
    Ana Paula Lima Miranda
    março 3, 2015 at 7:01 pm

    Oooi,

    Eu adoro a Galera Record, então acho as diagramações incriveis. Uma pena que a fonte estava falhada 🙁
    Eu já li muitas resenhas e confesso que o que mais me chamou atenção foi a capa que me lembre Eleanor e Parker que eu ainda não li por sinal 🙁
    Acho que a autora – pelo que li – soube trabalhar bem o tema, gostei disso o que me deixou chateada foi o fato que – só você expôs – que a personagem muda de personalidade, que triste isso 🙁
    Meio que me decepcionou um pouco aqui 🙁

    Beijinhos,
    http://www.entrechocolatesemusicas.com

  • Reply
    Paty Souza
    março 4, 2015 at 11:29 am

    Ah esses finais decepcionantes me deixam angustiada.
    Esse é daqueles enredos que começam com tudo, mas não conseguem manter o ritmo, uma pena.
    Essa não é a primeira resenha ressaltando tantos pontos negativos que leio, e por conta disso, Amy & Matthew não está entre minhas leituras prioritárias, mas ainda continuo querendo fazer a leitura por conta das informações sobre TOC e paralisia cerebral.

    Beijos.
    Leituras da Paty

  • Reply
    Ju LiteRata
    março 4, 2015 at 4:57 pm

    Oi Cá, já tinha ouvido falar muito bem desse livro, mas não sei porque nunca tive muita vontade de ler. Apesar de tratar de temas que parecem substanciais como as doenças de cada cada personagem ele me parece ser muito infanto (estou errada?). Além disso, tenho receio quando um livro é muito bem cotado e sua resenha me fez pensar que talvez ele não seja tão bom assim, essa decaída da personagem em suas atitudes provavelmente também me irritaria, ao meu ver personagens precisam crescer e se ela é forte no começo deveria continuar ainda mais no decorrer do livro, fragilidade não funciona para mim. Adorei a resenha!

  • Reply
    andreza moura
    março 4, 2015 at 5:16 pm

    É a primeira resenha que leio em que não afirmam ter amado o livro. Mas essa é a beleza na leitura né? Ninguém precisa gostar das mesmas coisas.

    Café com Letras

  • Reply
    Livros Encantos
    março 5, 2015 at 11:55 am

    Cass lindona eu estou louca para ler esse livro, o fato de Amy já querer se tornar mais independente mostra uma grande força de vontade, com seus auxiliares amigos, e suas dificuldades, creio que um vai ajudar ao outro. Gostei de saber que a amizade entre eles se fortalece, acredito ser uma leitura muito valiosa. beijos

    Joyce
    http://www.livrosencantos.com

  • Reply
    Giulia Ladislau
    março 5, 2015 at 12:35 pm

    Tive basicamente a mesma sensação que você. O livro tinha potencial pra ser aquele arrebatador de corações, já que os personagens por si só já cativam, mas faltou algo. Talvez tenha sido inexperiência, não sei. Mas também gostei de conhecer mais sobre 2 doenças tão pouco exploradas no universo literário.
    Beijinhos!
    Giulia – http://www.prazermechamolivro.com

  • Reply
    Jaqueline Silva
    março 5, 2015 at 5:40 pm

    Oi, Cássia!
    Uma pena que a protagonista tenha decepcionado depois da metade da leitura.
    Você não é a primeira que vejo falar sobre isso. Realmente desanima um pouco sobre a leitura.
    O livro trata de temos tão importantes e pouco abordado, o enredo tem tudo pra ser ótimo.
    Realmente uma pena não ter suprido suas expectativas. Vou me decidir ainda se leio ou não.

    Beijinhos
    Jaque – Meus Livros, Meu Mundo.

  • Reply
    Rafaella Lima
    março 5, 2015 at 10:02 pm

    Oi Cássia, tudo bem? Gostei bastante da sua resenha, e como foi a primeira resenha que li do livro, deu para saber o que posso esperar ao ler o livro. Achei bem legal a autora colocar personagens com doenças na sua história. Não é algo muito comum de se ver, e acho que a abordagem deve ser bem interessante. Como gosto bastante de história que abordam as amizades, fiquei bem feliz em ver como eles formarão uma boa amizade. Mas o que você disse sobre a Amy mudar em determinado momento da história me incomodou um pouco, não gosto disso, dessa mudança de personalidade repentina. Também me incomodou saber que o Matthew fica muitas vezes em segundo plano. No geral parece um livro bem interessante, mas nada assim muito perfeito… mas fico feliz que tenha gostado.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima // Vamos Falar de Livros?

  • Reply
    Sergio Henrique
    março 6, 2015 at 2:52 am

    Olá, tudo bem?

    Nossa, discordo em vários pontos. Li esse livro, também de parceria, e creio que foi uma das melhores leituras que fiz esse ano. Achei a reviravolta que levou ao desfecho do livro inusitada, o que deu um brilho a mais ao enredo, não a menos. Enfim, adorei saber sua impressão da obra!

    Até mais,
    Sérgio H.

    http://www.decaranasletras.blogspot.com

    • Reply
      Cassia
      março 6, 2015 at 11:43 am

      Oi Sergio, tudo sim e com você?
      Fico feliz em saber que o livro funcionou dessa maneira para você. Infelizmente eu estava tão cheia de expectativas que, no momento em que Amy começou a mudar, eu comecei a me decepcionar. Parecia que tudo pelo que ela tinha lutado havia sido em vão.

      Mas a graça dos livros é essa, não é mesmo? Cada um acaba tendo uma opinião.
      Beijos!

  • Reply
    Cila - Leitora Voraz
    março 6, 2015 at 9:35 am

    Oi Cassia, sua linda, tudo bem?
    É a primeira vez que vejo um autor mudando a personalidade de um dos seus personagens, Muito estranho, será que ninguém viu na revisão do livro? Ninguém avisou a autora? E nem precisava, foi ela que escreveu. Que pena mesmo.Nesse caso a história perde a coerência e perde o leitor. Mas eu admiro a autora em um ponto: ela usou seu livro para falar sobre o TOC e sobre a paralisia. Acho isso super importante.
    Agora, confesso que fiquei desanimada para ler.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

  • Reply
    Ju
    março 7, 2015 at 3:46 am

    Gostei principalmente da questão de como o TOC foi abordado, não tinha muito conhecimento sobre o assunto. Engraçado que eu não esperava me envolver mais com o problema do Matthew que com o da Amy, mas foi o que aconteceu. Me decepcionei um pouco com o final, mas a única coisa que realmente me incomodou foi a utilização da caixa alta quando a Amy "falava".

    Beijo!

    Ju
    Entre Palcos e Livros

  • Reply
    Diana Canaverde
    março 8, 2015 at 12:12 am

    Oi Cássia, tudo bem??

    Bom o ponto positivo que me chamou a atenção para este livro além da capa, foi com relação ao TOC é algo que sempre quis saber mais e me aprofundar, porém de acordo com o que li de sua resenha seria uma narrativa que não iria me prender… me conheço o suficiente para saber que não conseguiria ler…. Xero!

  • Reply
    Kel Araujo
    março 8, 2015 at 2:22 pm

    Concordo que a Amy realmente foi ficando mais frágil ao longo da trama, mas eu gostei do livro. Gostei do tema como tudo foi abordado e da mensagem que a autora trouxe.

    beijos
    Kel
    http://www.porumaboaleitura.com.br

  • Reply
    Glaucia
    março 8, 2015 at 9:25 pm

    Oi Cássia, faz tempo que quero ler esse livro. Fiquei chateada quando você disse que Amy foi ficando mais frágil e do final decepcionar. Espero que a leitura funcione para mim.

    Bjs, Glaucia.
    http://www.maisquelivros.com

  • Reply
    Matheus Rocha
    março 9, 2015 at 5:08 pm

    Olá

    Estou com esse livro na minha imensa lista. As resenhas que li sobre ele me cativaram, não faz meu estilo, mas parece que vou gostar. Gostei da forma que aparentemente os personagens são apresentados e é uma pena que não tenha curtido o desfecho. Só lendo pra saber o que vou achar.

    Abraço!
    http://www.umomt.com

  • Reply
    [Tag] – Qual Mais – Procurei em Sonhos
    março 27, 2018 at 9:01 am

    […] livro Amy & Matthew me fez sentir muita raiva, principalmente pelo rumo que as coisas tiveram ao longo da […]

Escrever um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.