Livros

Desapego literário: livros foram feitos para serem lidos!

Oi, gente! Tudo certo com vocês?!

{hoje o post vai ser um pouquinho grande, mas bora lá}

Quem me conhece sabe que eu sempre tive o péssimo hábito de acumular coisas. Principalmente livros. Quando o blog começou a firmar parcerias com autores e editoras, eu recebia um número absurdo de livros na minha casa. Livros que, nem sempre, eu iria ler. Por conta disso, minha estante crescia mais e mais a cada mês (porque além das cortesias, eu também sempre ficava de olho em alguma promoção).

Mas então o tempo foi passando (e meu acervo não parava de crescer… chegou um momento em que eu tinha mais de 500 exemplares) e aos poucos eu fui percebendo que não fazia o menor sentido guardar tantos livros sendo que alguém poderia lê-los. 

Então eu criei o projeto de doação de livros aqui no blog. E todo mundo acabou gostando da ideia. Mas eu ainda ficava pensando no que eu poderia fazer com os demais livros.

Infelizmente eu não tenho como sair sorteando livros a rodo e nem realizar trocas no Skoob. O custo do envio de um livro pelo Correio não é barato e é extremamente fora de mão para mim. Alguém pode me perguntar porque eu não tentei vender/trocar em sebos, mas a verdade é que eles pagam muito barato nos livros e vendem por preços absurdos. E outro ponto é que a maioria dos meus livros tinham/tem aquele selo de cortesia das editorias, então nem em sonho eu teria coragem de vender.

Foi quando eu pensei em fazer algumas doações: então eu levei alguns exemplares para a Biblioteca Municipal de Campinas, e também doei (com a ajuda do tio Cristian) uma quantidade considerável de livros para o CVV de Piracicaba. Alguns eu deixei com a minha prima e outros enviei para o projeto da Geloteca, no Ceará (saiba mais sobre o projeto aqui).

Resumindo: Eu só vou manter na minha estante os livros que: 1) eu li e gostei muito; 2) eu li e pretendo reler (por qualquer motivo que seja); 3) eu ainda não li, porém pretendo ler e 4) livros que possuem algum tipo de valor sentimental para mim.

Agradeço imensamente as editoras que já foram parcerias do blog e também aos autores que me cederam livros tão incríveis. Mas eu acredito que livros foram feitos para serem lidos e que não seria justo (com os autores, com as editoras e, principalmente, com as pessoas que gostariam de lê-los) manter todos esses livros enclausurados na minha casa.

Espero que todo esse “desapego” também vire uma rotina em minha vida literária. Afinal, depois das doações eu estou me sentindo muito melhor 

Beijos e até mais :*

You Might Also Like

16 comentários

  • Reply
    Blinho Bernardinette
    julho 18, 2018 at 8:38 am

    Rainha da internet! Que exemplo! ❤️

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 8:55 am

      te amo ❤️❤️❤️❤️❤️

  • Reply
    Emy
    julho 18, 2018 at 7:20 pm

    Oiii Cá!
    Eu achei sua atitude muito bacana!
    Com livros eu não faço doações pq eu mal tenho livros para doar, hahahaha E os que eu tenho na estante são uns queridos (ah, falando nisso, eu amei Simon .<

    mas costumo doar bastante roupa… Parei de pensar que aquela peça que já está parada a mais de um ano no meu guarda roupa vai servir para alguma ocasião no futuro. E a sensação é a mesma: me sinto bem leve quando sei que aquilo que estava preso comigo pode ser útil para outra pessoa.

    Beeeeijos! ♥

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 8:56 am

      Oi, minha querida! Acho que o importante mesmo é ajudar os outros, independente do que você está doando. Acredito, também, que o amor e carinho que colocamos em algo que será doado é tão grande que pode aquecer o coração de quem irá receber ❤️

  • Reply
    Miria
    julho 20, 2018 at 10:09 am

    Oi, Cássia
    Eu gosto muito da sua atitude porque faria a mesma coisa se não tivesse como fazer as demais que citou antes. Eu gosto de trocar no skoob acho que todo mundo sai ganhando e pra mim não fica tão caro mandar via Correios, mesmo assim é bom doar para bibliotecas onde várias pessoas passam a procura de algum livro bom para ler.
    Beijos
    http://www.suddenlythings.com/

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 8:57 am

      Oi, Miria! Além de ser caro enviar os livros por correio (cada vez que vou até a agência os valores já mudaram), para mim é muito fora de mão 🙁 mas ainda bem que dá certo pra você ❤️

  • Reply
    Beatriz Cavalcante
    julho 20, 2018 at 11:12 am

    Eu amo fazer desapegos aqui em casa e estou sempre doando, dando livros para amigos, roupas para a vizinha que tem 15 filhos e sei que isso ajuda muito quem precisa e me ajuda a me sentir leve. Esses dias mesmo tive a ideia do brecho que você já viu e acho que é uma forma de me livrar do que eu não uso e deixo aqui guardado só criando pó e ocupando espaço. Também vai ser uma forma de eu guardar algum dinheirinho já que eu não estou trabalhando e surtando por conta disso, haha.

    Mas achei sua ideia muito boa e eu tive uma unica parceria séria com editora e recebia livros todo mês. Acumulei tanta coisa e hoje eu tenho tentando desapegar porque muita coisa eu li e amei, mas mesmo assim não quero guardar. Adorei a atitude e vai ajudar muita gente. 😀

    Beijos!

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 8:59 am

      Oi, amiga!

      Gostei de saber desse seu hábito. é muito gostoso e gratificante saber que estamos ajudando alguém, né?! Eu vi que seu brechó está sendo um sucesso, e fiquei bem feliz por você ❤️ E essa história de receber tantos livros de editoras chega a ser até insano, ahahah! A NC, por exemplo, mandava todos os meses uma caixa com todos os lançamentos….e muita coisa nem me interessava x_x

      Beijão ❤️

  • Reply
    Silvana Crepaldi
    julho 21, 2018 at 11:13 am

    Olá, Cássia.
    Eu colecionava livros. Mas chegou uma hora que não tinha mais onde colocar por isso precisei dar uma conferida e começar a doar. Vender não compensa, querem pagar 5 rais por livros que você comprou por 30, 40. Hoje é assim, entra um e sai outro para doação.

    Prefácio

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 9:02 am

      Exato!! Eu já tentei vender alguns livros pela internet, mas o valor do frete não compensava 🙁 E aí a pessoa preferia pagar um pouco mais caro em um livro 100% novo :((

  • Reply
    Anny
    julho 24, 2018 at 8:42 am

    Eu não consigo doar os meus, deve ser tbm porque eu compro todos, eu nunca deu muita sorte com parceria de editoras porque eles querem números grande de seguidores e eu não tenho muitos. Ja fiz direto com autores, mas me pediam umas coisas meio sem cabimento pelo menos o que eu tinha que eu achei melhor abrir de mão do que ficar me estressando.
    Como compro, só compro os que me ganham pela sipnose, e deixo eles guardadinhos aqui. Como não tenho muito espaço tbm, leio mais pelo kindle.

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 9:03 am

      Oi, Anny!

      Eu também coloco na doação os livros que comprei… alguns eu já li e não tenho intenção de ler novamente, e outros eu comprei e depois perdi o interesse em ler.

      Beijos ❤️

  • Reply
    Jeniffer Yara
    julho 27, 2018 at 7:33 pm

    Eu estava na mesma situação que você, Cássia. E decidi fazer o mesmo. Troquei muitos livros há uns anos atrás, mas principalmente doei, ainda conseguir vender alguns pra sebo e sigo fazendo isso, porque, mesmo depois de anos, ainda possuo livros que não faz o menor sentido tê-los na estante agora. Li uma vez sobre biblioteca essencial, uma biblioteca fundamentada justamente no que você listou de critérios para manter seus livros na estante, e sigo esses critérios até hoje. Acho que limpa a alma, junto com a estante e ainda fazemos circular a leitura de uma forma honesta e justa.

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 9:05 am

      Meu deus do céu que saudade de te ver por aqui ❤️ Fico feliz em saber que concordamos nesse ponto de doações e sobre a biblioteca essencial. Também não vejo sentido em manter livros que não despertam mais meu interesse e curiosidade na minha estante, e com certeza alguém irá desfrutar da leitura!

      Beijos <3

  • Reply
    Hanna Carolina Lins de Paiva
    julho 27, 2018 at 10:55 pm

    É uma ideia muito bonita a sua, ainda mais com a escassez que temos de bibliotecas. Aqui onde moro, pelo menos, não tem uma há anos… acho que por falta de doações, não sei… Achei muito legal de sua parte fazer isso e os motivos pelos quais ficarão livros na sua estante.
    Bjks!

    Mundinho da Hanna

    • Reply
      Cássia Vicentin
      agosto 9, 2018 at 9:07 am

      Oi, Hanna! Que triste saber que não tem biblioteca onde você mora 🙁 Quando eu era mais nova, tive a oportunidade de ler e conhecer muitas obras por conta da Biblioteca de Campinas, por isso achei que seria justo doar alguns títulos para lá.

      Beijão ❤️

Escrever uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.