Livros Resenhas

Eu li: Eu não sei quem você é

Eu não sei quem você é foi o terceiro livro recebido em 2021 pela caixinha Tag Inéditos. O livro foi escrito por Penny Hancock e a tradução foi realizada pelo Davi Boaventura. Não sei quando o livro será publicado, mas será pela editora Dublinense. Assim que recebi meu exemplar eu fiquei bem curiosa para ler a obra. Logo na revistinha descobri que Eu não sei quem você é abordava temas sensíveis e que poderiam causar algum tipo de gatilho, mas resolvi ler mesmo assim.

Os capítulos são intercalados entre as perspectivas de Holly (em primeira pessoa) e Jules (em terceira pessoa). Achei essa característica da obra muito interessante, porque assim era possível ter uma visão de como era a amizade das duas, além de acontecimentos envolvendo o passado delas, já que elas sempre foram muito amigas. Por serem super amigas, Holly e Jules possuem uma ligação muito forte e seus filhos, Saul de 16 anos e Saffie de 13 anos (respectivamente) são considerados filhos especiais na relação entre elas (é como se uma fosse madrinha do filho da outra).

Continue lendo

Livros Resenhas

Eu li: O morro dos ventos uivantes

Oi, sonhadores! Tudo certo com vocês?!

Em fevereiro eu realizei a leitura de O morro dos ventos uivantes da autora Emily Brontë. Eu não conhecia muito a respeito da história, mas já tinha assistido algumas partes da adaptação. Lembro que na época eu fiquei com medo dos personagens e acho que por isso acabei deletando essa memória da minha cabeça… Mas outro dia eu estava na casa do Blinho e estava sem livro para ler. O exemplar de O morro dos ventos uivantes olhou pra mim, eu olhei pra ele e minha sogra falou “acho que você vai gostar”. E pra variar ela estava certa ♥

O livro nos conta a história de Lockwood, que após chegar em sua nova residência no interior da Inglaterra conhece o misterioso Heathcliff, dono da propriedade onde vai se hospedar. Mas algo em Heathcliff despertou a curiosidade de Lockwood, e graças a Deus a governanta Nelly estava disposta a sanar todas as dúvidas a respeito de seu patrão e contar a Lockwood a (não tão) linda história de amor entre Heathcliff e Cathy, e como a vida foi (in)justa com ambos. Aliás, além da história dos dois, o sr. Lockwood também descobre mais a respeito das famílias Earnshaw e Linton, uma vez que a história narrada em O morro dos ventos uivantes diz respeito a mais do que uma geração dessas famílias.

Continue lendo

Mídias

Eu assisti – Fullmetal Alchemist: Brotherhood

Oi, sonhadores!

Outro dia eu comentei no Instagram sobre minha vontade de trazer mais conteúdos relacionados a cultura oriental, animes, mangás e etc aqui pro blog. E como bastante gente me incentivou, eu achei que seria interessante falar sobre o anime FullMetal Alchemist: Brotherhood que eu terminei de assistir não faz muito tempo e eu simplesmente amei.

Baseado no mangá escrito pela fada sensata Hiromu Arakawa, o anime foi produzido pelo estúdio Bones, tendo Yasuhiro Irie como diretor e Hiroshi Ōnogi como roteirista. Os episódios foram exibidos entre os anos 2009 e 2010 e a história se passa em um universo paralelo após a Revolução Industrial Europeia.

A trama gira em torno dos irmãos Edward e Alphonse Elric, que após realizar uma tentativa de transmutação humana precisam descobrir como recuperar seus corpos. E em busca de respostas para suas perguntas, os irmãos Elric partem em uma jornada cheia de aventuras, emoção, drama e desafios. É muito bonito de acompanhar a trajetória desses dois meninos e ver o amadurecimento deles ao longo dos capítulos.

Mas a história desse anime vai muito além dos irmãos Elric: em FullMetal Alchemist: Brotherhood outros temas são abordados, como por exemplo, o empoderamento das mulheres, as consequências de uma guerra, a ambição das pessoas, a amizade e o companheirismo. Sério, a soma de todos esses elementos resulta em uma história fantástica, incrível, emocionante e única!

Assistir esse anime foi uma das melhores experiências da minha vida! Primeiro porque eu não fazia ideia do que esperar a cada novo capítulo e segundo porque assistir aos episódios ao lado do Pablo era muito gostoso. Amo esses nossos momentos. E é claro que a gente acabou se identificando com os romances que acontecem ao longo da trama. E foi impossível segurar as lágrimas…

Eu gostaria de falar mais a respeito dessa história, mas o mais legal é acompanhar a trama e descobrir – junto com o Ed e com o Alphonse – quem é bonzinho e quem é vilão. Os episódios estão disponíveis na Netflix, então não tem desculpa pra não assistir! E quem tiver alguma indicação de anime nesse mesmo estilo (ou algum shoujo fofinho) por favor, deixe o nome nos comentários!

Beijos e até o próximo post! ♥

Respondendo Tags

Respondendo tags: Livros que eu deveria ter lido

Boa noite, sonhadores! Tudo certo com vocês?!

Hoje vou responder uma tag que vi no blog Tempos Literários. Espero que vocês gostem ♥ Vamos lá?!

1. Um livro que um certo amigo vive te dizendo para ler.

O Pablo sempre me indicou esses livros (inclusive na época em que a gente ainda nem namorava). Apesar de já ter lido (e adorado!) o primeiro volume, eu estou enrolando pra caramba pra finalizar essa trilogia.

2. Um livro que está desde sempre na sua TBR e você ainda não pegou para ler.

Acho que esse foi um dos primeiros livros que comprei em 2012 quando comecei a trabalhar. E até hoje ele está na lista de livros que um dia vou ler.

3. Um livro em uma série que você começou, mas ainda não conseguiu acabar.

Eu sou a pessoa mais enrolada do mundo pra finalizar séries de livros. E sinceramente não sei porque isso acontece, já que eu adoro descobrir o desfecho dos personagens. Esses quatro títulos que escolhi para esse post representam muito a minha preguiça (e falta de vergonha na cara). Afinal, são quatro séries/trilogias que eu comecei, gostei, mas ainda não finalizei…

4. Um clássico que sempre chamou a sua atenção, mas ainda não leu.

Certa vez eu até comecei a ler Capitães da areia, mas acabei não finalizando. Quem sabe esse ano eu não leio, não é mesmo? E também gostaria de me organizar para realizar a leitura de Dom Casmurro (inclusive aceito de presente ♥)

5. Um livro popular que parece que todo mundo leu, menos você.

Essa eu nem precisei pensar. Onde eu olho tem alguém comentando sobre esse livro. Mas, cá entre nós, eu não tive a menor vontade de ler…

6. Um livro que inspirou uma adaptação em filme ou em série que você gosta muito, mas ainda não leu.

Acho que vocês já devem ter percebido que eu amo essa série, né?! Mas infelizmente meus exemplares ainda não foram lidos 🙁 Tô pensando seriamente em fazer algum projetinho de leitura para esse ano…. ♥

7. Um livro que você vê para todo lado no Instagram, mas ainda não pegou para ler.

Outra pergunta que eu também não precisei pensar. Todo dia tem pelo menos uma foto desse livro no meu feed….


Por hoje é só! Beijos e até o próximo post ♥

Livros Resenhas

Eu li: Velha gata do apartamento 34

Oi, pessoal! Tudo certo com vocês?!

Hoje vou falar um pouquinho a respeito do livro Velha gata do apartamento 34, escrito pela Fernanda Negri e publicado de maneira independente. E já deixo registrado meu carinho por esse livro porque finalmente encontrei uma personagem com o meu nome. Ela tem uma participação minúscula na história?! Sim! Mas não tem problema, gostei mesmo assim ♥

O livro nos conta a história de Isadora (ou Dora, para os mais intímos), uma jovem viciada em trabalho e que vê sua vida virar de ponta cabeça após ser afastada do projeto dos sonhos na empresa onde trabalha e, de bônus, ainda está passando por uma situação muito delicada em seu relacionamento (resumindo: levou um pé na bunda do seu namorado). Ok, eu entendo que isso não deveria ser considerado o fim do mundo… Mas, para Dora, estar passando por essas situações beirando os trinta anos se tornou algo preocupante. E quando tudo parecia estar perdido, Dora acaba conhecendo seu novo vizinho, um bonitão com pinta de hippie chamado Miguel. E então vocês já podem imaginar que a história se transforma naqueles clichês que tanto amo, não é mesmo?!

Continue lendo