InLivros

Um pouco sobre ‘As Crônicas de Nárnia’

P_20170124_131319

Olá, pessoal! Tudo certo com vocês?! Por aqui está tudo ok (tirando a parte em que eu quebrei o dedo do pé enquanto viajava)…

Quem acompanha o blog deve ter lido a postagem que eu fiz um tempinho atrás a respeito de dois livros que eu não conseguia terminar de ler. Um dos títulos era As Crônicas de Nárnia e estou orgulhosa em anunciar que finalizei a leitura dessa obra *palmas*. E hoje vou falar um pouquinho a respeito da minha experiência ao realizar tal leitura.

A edição que eu tenho é aquele de volume único lançado pela editora Martins Fontes (não sei se existe outra edição desse livro e/ou as histórias separadas); e são cerca de 750 páginas. Ao todo são 7 histórias + um extra de Como escrever para crianças. Também vale ressaltar que essa edição (pelo o que eu entendi) foi publicada de acordo com a ordem cronológica das histórias, uma vez que Lewis as escreveu em uma ordem um pouco diferente.

Mas vamos ao que interessa… (pode conter spoiler)

Eu realizei a leitura de O sobrinho do magoO leão, a feiticeira e o guarda-roupa em pouquíssimo tempo. Eu realmente estava empolgada com o livro e todos os segredos a respeito de Nárnia estavam me deixando muito curiosa. Mas então eu comecei a leitura de O cavalo e seu menino e demorei, sei lá, praticamente um ano para finalizar a leitura dessa história (isso porque tem menos de 100 páginas). Então posso dizer que O cavalo e seu menino foi a história que eu menos gostei.

Então o livro ficou largado na minha estante de 2014 até o comecinho de Janeiro, quando eu fui viajar e decidi que estaria finalizando a leitura dessa obra. Confesso que Príncipe Caspian ficou um pouco abaixo das minhas expectativas, mas no geral foi uma boa história. Em compensação,  A viagem do Peregrino da Alvorada A cadeira de prata prenderam minha atenção do começo ao fim. Porém, foi A última batalha que ganhou o meu coração

P_20170124_131414

Algumas considerações

→ O livro, de um modo geral, é incrível!

→ Foi muito interessante descobrir como Nárnia foi criada e conhecer Digory e Polly

→ Eu gostei muito de poder acompanhar o crescimento de Pedro, Edmundo, Lucia e Susana

→ Achei muito legal como Eustáquio e Jill foram introduzidos nas histórias

→ Todos os personagens me encantaram de alguma forma, Lewis soube criar cada um com muito carinho

→ Meu coração ficava quentinho a cada vez que um dos seres do mundo de fora visitavam Nárnia

→ As histórias se ligam de alguma maneira (eu não sabia disso até ler o livro)

→ Antes de iniciar a leitura desse livro, eu tinha lido em algum lugar que se tratava de uma “adaptação” da Bíblia para crianças: e isso fez todo o sentido no decorrer da leitura

→ Gostei das metáforas e das referências

→ Aslam é meu herói!! ♥♥♥

→ O que foi aquele final?! Meu Deus!!! Fiquei com os olhos cheios de lágrimas e não conseguia acreditar no que estava lendo 🙈🙊 (A última batalha)

→ De uma maneira extraordinária, tudo fez todo o sentido

→ A única adaptação a qual eu assisti foi a de O leão, a feiticeira e o guarda-roupa, porém faz muito tempo e eu não consigo fazer uma comparação com a história original

→ Eu não imaginava que iria gostar tanto das histórias, personagens e mundos de As Crônicas de Nárnia

→ Apesar dos apesares, As Crônicas de Nárnia se tornou um dos meus livros favoritos


Bom, deu pra perceber que eu gostei bastante desse livro, né não?! hahaha! Se alguém quiser trocar uma ideia a respeito das histórias, personagens, referências e afins, é só deixar um comentário ou entrar em contato

Beijinhos e até o próximo post 😘

1

You may also like

1 Comment

  • Selma Camila Barbosa

    Acho que não poderia ter post melhor pra conhecer seu blog. As Crônicas de Nárnia é minha saga preferida da vida! Eu gosto de todos os livros e não fiquei nenhum tempo longo sem lê-los. De O Cavalo e seu Menino a personagem que mais gosto é Aravis e por isso não tenho o que reclamar desse livro, mas meu preferido disparado é A viagem do Peregrino da Alvorada. Li a Última Batalha com lágrimas nos olhos também. Quando fechei o livro mal sabia como viver depois de uma experiência tão linda. Ah! Não esquece que em dezembro sai a adaptação cinematográfica de A Cadeira de Prata – que também está nos meus favoritos, hehe.

    Um beijo do Conto Paulistano ♥
    http://contopaulistano.blogspot.com/

    janeiro 26, 2017 at 7:08 pm Reply
  • Leave a Reply

    Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.