Procurei em Sonhos

Eu li: Mindhunter (O primeiro caçador de Serial Killers Americano)

Através da leitura de Mindhunter: O primeiro caçador de Serial Killers Americano podemos conhecer um pouco a respeito da trajetória de John Douglas e como ele acabou se tornando um importante agente do FBI. Responsável pela criação do programa de análise de perfis, John Douglas nos conta através dos seus relatos sua visão a respeito de cada caso, além dos bastidores para a realização da análise de perfil de cada suspeito.

Eu achei o livro bem interessante, porque eu acabei conhecendo casos policiais dos quais eu nunca tinha ouvido falar, e também tive a oportunidade de conhecer um pouco sobre todo o universo do FBI – por exemplo, o fato de ser extremamente anormal uma mulher trabalhar em um departamento nos primeiros anos de FBI; e também como o FBI foi ganhando um papel importante (e respeito) dentro de cada caso.

Mas devo ressaltar que Mindhunter é um livro denso, que contém um choque de realidade muito grande e descrições a respeito de alguns casos nos quais John trabalhou. Dessa maneira podemos acompanhar todo o processo dentro de um caso, desde a ligação para a polícia até o julgamento do acusado.

A leitura de Mindhunter foi muito desafiadora para mim em vários aspectos, principalmente pelo fato de o livro ser uma espécie de biografia (que é um tipo de livro que não estou acostumada a ler), pela escrita do autor (demorei para pegar o ritmo e me envolver com a narrativa), e também porque a obra descreve inúmeros casos de maneira detalhada (incluindo uma quantidade absurda de nomes, referências, dados, datas e cenas). Juntando tudo isso, eu acabei demorando mais do que o esperado para finalizar a leitura e a minha experiência com esse livro, infelizmente, não foi tão interessante quanto eu esperava.

Espaço reservado para fotos e matérias (pessoais e de alguns casos).

A série exibida pela Netflix Mindhunter foi baseada na obra de John Douglas. Eu ainda não assisti, mas ouvi bons comentários a respeito dela que pretendo dar uma chance assim que possível. Então, no momento, não posso fazer comparações entre o livro e a série.


  • Editora: Intrínseca
  • ISBN: 9788551001738
  • Autor(es): Mark Olshaker e John Douglas
  • Páginas: 384 páginas
  • Ano: 2017
  • Avaliação: 3/5
  • Adicione no Skoob
Parceria Intrínseca
Eu li: Tarsia #1 – O Reino de Harmonia
Eu li: Tudo o que nunca contei
Harry Potter e o cálice que empacou minha leitura
5 comentários
  • Luciana Midory

    Oi, Cá! Demorei mas voltei (estou de férias, yay \o/ finalmente tenho paz para visitar os blog tudo <3).

    Eu assisti Mindhunter e amei a série, mas sou suspeita pra falar, já que sou fascinada por investigação, principalmente se envolvem serial killers! Pela sua resenha eu acho que os dois são bem diferentes, o que me atiça ainda mais a curiosidade em ler o livro um dia. Aliás, você trouxe informações que eu ainda não havia lido em outras resenhas, e acho que foi a única que trouxe pontos mais negativos por assim dizer… mas mesmo assim a vontade de ler ainda é grande.

    Aahhhh e eu adorei as fotos com a lupa, ahahaha! A segunda ficou bem divertida e, na primeira olhada, eu até achei que fosse da própria capa mesmo, depois que vi seu dedito, eheheh!

    Beijoss!

    Responder
    • Cássia Vicentin

      Oi dona Luciana que está de férias!!

      Eu estou curiosa para conhecer essa série, acho que vou gostar mais do que gostei do livro (que nem foi aqueeeeele gostei, sabe?!).

      Espero que você consiga fazer essa leitura em breve!

      Beijos :*

      Responder
  • Clayci Oliveira

    Não vejo a hora de sair a segunda temporada da série.
    Gostei bastante desse livro <3 Adoro a discussão sobre o assunto =D

    Responder
    • Cássia Vicentin

      Eu vou dar uma chance pra série, espero gostar tbm!

      Responder
  • Natalia

    Assisti a série mas ainda não li o livro 🙂

    Responder